VOLTAR

SÁBADO 15 FEVEREIRO, 18H30

Black Box
Elizabete Francisca
Dias Contados

É Lisboa, mas podia ser outra grande cidade, cujas transformações socioeconómicas radicalizam a vida das pessoas – em particular as mulheres – e nos obrigam a refletir e a repensar modos de vivência, de resistência e de insurreição.

As grandes cidades são hoje lugares carcaça, lugares fantasma, feitos para serem visitados e proporcionarem experiências que tendem tornar invisível a desigualdade e os fossos sociais. Dias Contados põe em palco Elizabete Francisca e Vânia Rovisco, dois corpos-escultura, corpos-ação, que através de gestos, imagens e palavras, restituem um olhar sobre a conceção de comunidade, território e pertença.

Direção artística Elizabete Francisca

Cocriação e interpretação Elizabete Francisca, Vânia Rovisco

Apoio à criação/Investigação Kino Sousa

Composição musical e sonoplastia João Bento

Cenografia Vasco Costa

Texto Eduardo Brito, com Elizabete Francisca, Vânia Rovisco e Kino Sousa

Desenho de luz Zeca Iglésias

Figurinos Santos-Supico

Produção O Rumo do Fumo

Coprodução Teatro Nacional D. Maria II, Centro Cultural Vila Flor e Cineteatro Louletano

Apoio Fundação GDA

_
Duração 90 min.
Maiores de 6

Newsletter

Para atualizações permanentes da programação cultural d'A Oficina

Subscrever

Image
Image